Por que
2050?

Acredite, a escolha por este ano não foi por acaso.
E nem por ele marcar a metade de um século.
A escolha foi mais séria e preocupante: segundo a ONU, caso não sejam tomadas medidas rápidas e drásticas para conter as mudanças climáticas no mundo, em 2050 a sociedade sofrerá com diferentes cenários, de dias de calor letal a ecossistemas em colapso e bilhões de pessoas se deslocando de uma região a outra. E para que a região de Maués, no coração da Amazônia, não sofra com estes e outros problemas, a Aliança Guaraná de Maués atua ativamente com produção sustentável, educação, turismo e cultura.

Aprendi a tirar o produto da natureza sem maltratar a terra.

Józimar Alencar – Estudante
Conheça mais
sobre a Aliança
Guaraná de
Maués
A Aliança Guaraná de Maués é uma rede de parceiros com um objetivo em comum: melhorar a qualidade de vida da população de Maués. Para contribuir com o desenvolvimento do município, foram criados grupos de trabalho voltados a desenvolver atividades relacionadas com a Educação, Turismo, Produção Sociocultural e Produção Sustentável. Tudo para que a comunidade evolua e cresça, valorizando sempre sua cultura e biodiversidade.Para colocar as ações da Aliança em prática, Guaraná Antarctica e seus parceiros contam com o apoio técnico do IDESAM, organização que trabalha há mais de 15 anos com projetos socioambientais na Amazônia. Acesse idesam.org. e saiba mais.

Nossas
frentes
de atuação:

A Aliança oferece à comunidade atividades recreativas, artísticas e esportivas, além de auxiliar na formação de professores para garantir educação de qualidade dentro e fora das escolas. Um grande resgate e incentivo cultural para as áreas urbanas e rurais de Maués, movimentando toda a comunidade e mantendo vivas as tradições. É impossível não se encantar com as belezas naturais do município, e a aliança segue melhorando as estruturas do local para avanço das atividades turísticas. A construção e a troca de conhecimentos são as principais ferramentas usada pela Aliança para que as atividades locais sejam feitas de maneira produtiva e sustentável. O guaraná permanece no centro de toda esse cenário; valorizar e desenvolver todas as etapas de sua cadeia de produção é essencial para atingir a sustentabilidade local.

  • Educação
  • Turismo
  • Sociocultural
  • Produção Sustentável

O contato com povos indígenas e ribeirinhos tem sido quase uma pós-graduação

Erick "Nommad" Dammon - Artista Visual